Header Ads

Para que serve a comida congelada?


A dentista Tânia Silva não sabe cozinhar. Mesmo que soubesse, a prática não ia ajudar muito. “Meu dia é tão corrido que eu não teria tempo de preparar minha comida”, explica.

Tânia não está sozinha – e é por causa dessas pessoas com o dia a dia corrido que produtos e serviços que facilitam a rotina, como as comidas congeladas, se tornam uma tendência de mercado em pleno crescimento em Ribeirão Preto.

Não à toa. Para a dentista, as porções congeladas facilitam a rotina e ainda garantem uma alimentação balanceada e saudável. “E o melhor, com gostinho de feito em casa”, frisa. “Até mesmo quando recebo amigos em casa, só uso pratos congelados.”

Gastronomia congelada

Paulo Perego é sócio-proprietário do Empório Tartufo, especializado em alta gastronomia congelada. Há três anos no mercado, ele tem notado um crescimento de 5% a 10% por mês. “Oferecemos alta gastronomia, com preços próximos dos congelados industrializados oferecidos nos supermercados.”

Perego vende desde comidas básicas, como arroz, feijão e carne de panela, até pratos mais refinados, como carré de cordeiro e bacalhau. “Tudo congelado, em porção individual e familiar, que serve até seis pessoas”, diz. A variedade de opções se estende aos preços, já que as porções congeladas custam de R$ 1,90 a R$ 80.

Sua nora, a nutricionista Melina Perego, é sócia do negócio e garante a qualidade do produto oferecido. Para ela, as comidas congeladas são uma tendência, principalmente pela praticidade. “Utilizamos a técnica do supercongelamento, que congela rapidamente, evita cristais de gelo e mantém os nutrientes dos alimentos”, explica.

De acordo com Melina, a maioria dos clientes do empório são pessoas que moram sozinhas, casais e estudantes. “Aqui eles têm a vantagem de comprar as porções separadas e montar o próprio cardápio, sendo que os congelados duram de três a seis meses, dependendo da embalagem e do produto”, conclui.

ANÁLISE

Aposte nas opções mais saudáveis

“É possível ter uma comida congelada saudável e que mantenha os nutrientes. Estudos mostram que os alimentos processados e armazenados de forma correta perdem pouco nutrientes em relação ao alimento fresco. Mas, isso não é válido para os alimentos congelados industrializados, que compramos nos supermercados. Estes produtos possuem alto teor de sódio e gordura, além de outros conservantes que podem ser prejudiciais à saúde. Atualmente, está em alta os congelados saudáveis, que utilizam produtos frescos, naturais, alguns até alimentos orgânicos, e que passam por processos adequados de cozimento e congelamento. Estes produtos, aliados a uma dieta equilibrada, são boas opções para a correria do dia a dia.”

Lívia Taverna
Nutricionista

Consumidor procura praticidade e saúde

A fatia de mercado que os produtos congelados atingem não é somente daqueles que buscam praticidade, mas também de quem procura uma alimentação balanceada.

No Empório Tartufo, além da alta gastronomia, há a linha fitness. “Para quem busca uma alimentação saudável ou para quem prefere alimentos sem glúten e lactose”, explica Melina Perego, nutricionista e sócia do empório.

Nilton César Dal’Ava é proprietário de uma marca de produtos congelados voltados para esse público. “As marmitas são específicas para quem faz atividade física ou quer uma alimentação balanceada”, diz.

São 24 diferentes opções, com 300g cada marmita, e preços que variam de R$ 9 a R$ 12. “Alimentação saudável é uma tendência. E se ainda trouxer praticidade, como as marmitas fitness congeladas, é melhor ainda”, afirma.

O crescimento do setor é tão expressivo que, segundo Dal’Ava, somente uma academia de porte médio, que oferece seus produtos, vende, em média, 1 mil marmitas por mês. “A procura é tão grande que, no ano que vem, já vamos abrir franquias.”

Além de vender as marmitas congeladas saudáveis, Dal’Ava é consumidor de seus produtos e obteve resultados satisfatórios. “Em seis meses substituindo o jantar pela marmita e fazendo atividades físicas, emagreci 17 quilos”, conta.

Mário Lima Junior é personal trainer e se preocupa com os cuidados com o corpo. Por 45 dias, ele substituiu três refeições pela marmita saudável e perdeu dez quilos no período. “Foi um cardápio restritivo, mas que dá resultado”, frisa.

Segundo Junior, as comidas congeladas saudáveis são ótimas opções de pré ou pós-treino. “Além da praticidade, é uma alternativa para quem quer entrar em forma”, garante.

Fonte: A Cidade On